Robinson afirma que Governo não vai recuar no combate ao crime organizado

0
149

O governador Robinson Faria afirmou nesta segunda-feira (05) que as forças policiais do Estado vão continuar combatendo o crime e defendendo o cidadão. “Não vamos nos intimidar, estamos realizando operações exitosas em atuações conjuntas da Polícia Civil, da Polícia Militar e com o apoio da Força Nacional”, declarou o chefe do executivo em entrevista coletiva concedida no auditório da Escola de Governo em Natal.

Acompanhado do secretário adjunto de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Raimundo Florêncio, do delegado geral da Polícia Civil, Clayton Pinho, do delegado adjunto da Polícia Civil, Correia Júnior e do comandante da Força Nacional no RN, major Armando Vale, o governador reforçou a necessidade de massificar a divulgação do telefone 181 para que a população denuncie pessoas e instalações suspeitas de prática de crime. O número atende no horário das 06h às 0h e o cidadão não precisa se identificar e tem a garantia de sigilo absoluto.

“O nosso Governo não aceita intimidações. Vamos continuar realizando as operações policiais com o objetivo de proteger a população e o cidadão do nosso Estado”, reforçou Robinson.

OPERAÇÃO

O Governador e as autoridades policiais do RN detalharam os resultados da ação de policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) que resultou no desmantelamento de uma organização criminosa que explodia e roubava caixas eletrônicos no estado.

Neste sábado (03), a Polícia Civil identificou um sítio na localidade de Taborda, na cidade de São José do Mipibu, que era usado pelos integrantes do grupo para armazenar itens como artefatos explosivos e armas. No local foi apreendido material para ser usado em pelo menos 20 ações criminosas do tipo estouro de caixas eletrônicos que seriam realizadas no Rio Grande do Norte.

“Nós estamos preparados para enfrentar o crime, e assim como ocorreu em julho deste ano quando enfrentamos as ações do crime organizado,  não iremos permitir que o crime tenha espaço no nosso Estado. Nosso setor de inteligência está a postos e brevemente faremos novas operações. Aqui fica o registro do sucesso desta ação das nossas forças policiais”, enfatizou Robinson Faria.

A Deicor conseguiu chegar até o local e efetuar as prisões graças ao apoio da população, que usou o Disque Denúncia 181. “Esperamos que a sociedade continue nos ajudando a localizar criminosos. Esta parceria entre Polícia e população é fundamental. Pedimos que mais informações sejam enviadas para que possamos realizar mais prisões”, afirmou o delegado geral da Polícia Civil, Claiton Pinho.

Quando os policiais da Deicor chegaram ao local foram recebidos por tiros disparados pelos suspeitos e houve um confronto. Nesta ação, cinco suspeitos que estavam no sítio vieram a óbito. São eles: Francisco Canindé Jerônimo, 35 anos; Paulo Eduardo de Oliveira, 45 anos; Antonio Ribeiro da Silva, 31 anos, Gilmar da Cruz Silva, 30 anos e Dilandio Coelho da Silva.

No total, foram apreendidos pela Polícia: 5 fuzis, sendo quatro de calibre 7,62, e um de calibre 5,56; 2 espingardas calibre 12; 1 submetralhadora 9 milímetros; 9 pistolas de diversos calibres (380, 40 e 45), farto material explosivo pronto para uso; 7 carros, sendo alguns clonados e outros roubados; 2 tabletes grandes de crack; centenas de munições de fuzis, pistolas e submetralhadoras; 17 baldes cheios de grampos utilizados para furar pneus; diversos capuzes pretos; luvas; gandolas; botas; R$ 740,00 reais e dinamites preparadas para serem usadas em algum estabelecimento bancário.

 

Deixe uma resposta