Geraldo Melo pode ser lançado pelo PSDB para disputar o Governo do Estado

0
78

Enquanto o Diretório Estadual do PSDB não se decidiu por qual caminho seguir para a disputa pelo Governo do Estado, tem crescido a tese interna da receita “caseira” para solucionar o problema: lançar uma candidatura própria, apoiando o nome do tucano Geraldo Melo. Essa tese tem ganhado força por dois aspectos, principalmente: o potencial demonstrado pelo “tamborete” nas pesquisas de intenção de voto e a consequente falta de força das opções disponíveis hoje na disputa.

Os defensores da candidatura de Geraldo Melo ao Governo estão alicerçados, sobretudo, no desempenho dele nas pesquisas recentes. Na da Certus/Fiern (BR-08786/2018 e RN-01096/2018), o ex-governador aparece em terceiro lugar, com 7,6% das intenções de voto; atrás apenas de Carlos Eduardo Alves (PDT), que teve 14%; e de Fátima Bezerra (PT), que obteve 25%.

Em algumas regiões, como o Médio e o Alto Oeste, Geraldo ficou na vice-liderança, com 12% e 11%, respectivamente, atrás só de Fátima.

Outro aspecto é que Geraldo Melo ficou a frente das possíveis opções de destino do PSDB (Robinson Faria teve 5% e Fábio Dantas, menos de 1%). Por isso, há quem defenda internamente que apoiar esses dois nomes ou aceitar a chapa já formada de Carlos Eduardo (sem opção de indicar nem candidato ao Senado) seria uma “desvalorização” para a sigla, que tem a maior bancada da Assembleia, com oito estaduais.

Oficialmente, Geraldo evita falar do assunto. Diz só preferir o Senado, mas que aceitaria a missão que o partido “e a sociedade” o designar. Porém, até o slogan “Governador de Mãos Limpas e da Segurança”, já começa a circular no PSDB.

Deixe uma resposta