Com a PF na sua cola e 70% de rejeição, passeio de Temer pelo país só durou 48hs

0
249
MG - EXPOZEBU/TEMER - POLÍTICA - O presidente Michel Temer participa neste sábado, 28, da abertura oficial da 84ª Expozebu, uma das maiores feiras de exposição de gado do país, no Parque de Exposições Fernando Costa, em Uberaba (MG). O evento conta com a presença do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, e do vice-governador de Minas Gerais, Antônio Eustáquio Andrade Ferreira. 28/04/2018 - Foto: WENDERSON ARAUJO/TRILUX/PAGOS

No sábado, o presidente desfilou seu índice de impopularidade de 70% na Expozebu, na cidade mineira de Uberaba. Nesta segunda-feira, levaria seus 2% de intenção de votos para passear na Agrishow, uma feira agropecuária de Ribeirão Preto. Desistiu. Tomou o jato presidencial de volta para Brasília já ontem, domingo (29).

Com a sirene da Polícia Federal e da rejeição popular azucrinando-lhe os ouvidos, Temer não sabe se visitará na quinta-feira o Hospital do Câncer, em Ribeirão Preto. E já cancelou o compromisso seguinte: um périplo de dez dias pela Ásia. A despeito dos conselhos de caciques políticos e da marquetagem, O presidente preferiu permanecer encastelado.

É como se a ficha de Temer caísse. No Brasil, conviverá com o risco de vaias e de protestos a cada deslocamento. No estrangeiro, será crivado de perguntas sobre um tema que o aborrece: o inquérito sobre propinas no setor portuário. Na quarta-feira, sua filha Maristela Temer, brindada com a reforma de uma casa, será interrogada pela PF. 

Se voasse para o exterior, Temer seria interrogado nas entrevistas sobre três assuntos: Maristela, Maristela e Maristela.

(Josias de Souza)

Deixe uma resposta